2 de jan de 2018

CONTOS GOVERNAMENTAIS.

VERDADES?
Tenho ouvido incessantemente no noticiário que a economia começa a dar mostra de recuperação e que a inflação não é tão baixa desde a década de 90, chegando ao limiar da deflação.
Como já disse em post anteriores, não sou expert no assunto, estou mais para curioso, pois bem, esta minha bisbilhotice me leva a externar minhas opiniões sobre as assertivas governamentais.
Eu acredito que realmente comece a findar a derrocada da economia brasileira, qual seja, há leves sinais de que a recuperação é iminente, lenta é verdade, mas factual.
Quanto a inflação, sou mais cético. Como pode estar a níveis tão baixos quanto nos querem fazer crer, quando a gasolina e o diesel sofrem reajustes (aumento) a cada dez dias. O gás aumentou quatro vezes, nos últimos dois meses. O pão teve aumento, a energia idem e as verduras (primeiro devido à falta de chuva e agora em decorrência do excesso) seguindo o mesmo caminho.
Ah! Mas o feijão não teve amento a quase seis meses.
Bem como não vivemos única e exclusivamente de feijão com arroz, como pode estar havendo uma deflação.
Acreditam seriamente na total cegueira e ignorância da população?
Com a palavra os experts.

ESTEVES – Cel RR

31 de dez de 2017

ARTIGO JORNAL HORA EXTRA - GOIÂNIA

O Brasil ruma à barbárie
16 DE DEZEMBRO DE 2017

Três graves acontecimentos foram notícia no Brasil, esta semana, mostrando claramente o nosso abismo civilizatório e inquietante situação de completa destruição do tecido social brasileiro.

__Um Papai Noel foi apedrejado em um bairro de classe baixa, pois seus doces acabaram. A criançada resolveu “punir” o bom velhinho, um homem que até tempos atrás era visto como um benfeitor – tanto por crianças pobres quanto ricas.
__Em um jogo de futebol – a paixão nacional – no Maracanã, torcedores protagonizaram cenas de selvageria explícita. O local se tornou uma praça de guerra. A internet nos mostrou, ainda, cenas inacreditáveis de uma horda furiosa de bandidos/torcedores que descaradamente roubava os pobres vendedores ambulantes do entorno.
__Numa cidadezinha do Rio Grande do Sul, criminosos invadiram o fórum da cidade para libertar outro marginal que estava sendo ouvido e para tanto matariam a juíza do processo. Por extrema sorte e proteção divina, um policial armado conseguiu salvar a vida da magistrada – que aos berros não entendia o que se passava.
Em todos os casos, a questão civilizatória é o cerne do problema.
O brasileiro do atual progressista Brasil se tornou um primitivo em questões de convívio e respeito social. Tenho notado a mudança absurda do comportamento dos meus compatriotas. Foi um processo relativamente rápido. O degradante fenômeno é observado em todas as classes sociais e em todos os ambientes: de escolas até mesmo numa simples fila de um banco qualquer. Em pouco mais de duas décadas, o país tornou-se um lugar rude, bem mais rude do que era. Um povo cheio de direitos e isento de obrigações ético-morais.
No novo Brasil, forjado pelos valores marxistas, a cordialidade deu lugar ao primitivo. Uma sociedade que não tinha atingido um estágio civilizatório pleno regrediu para se tornar uma sociedade sem limites, freios ou a mínima noção de civilidade.
A família deixou de ser o investimento básico da nação e tentam substituí-la por arranjos doentios e degenerados, em nome do moderno e do famigerado “mundo melhor”, mais tolerante.
Os reflexos e impactos desta nefasta mudança de comportamento e do tecido social desestruturado apontam para uma séria e importante regressão civil. Isto custará ainda mais caro ao nosso atraso enquanto nação.
O número assustador de crimes no país é uma consequência direta dos novos conceitos sociais – todos eles invertidos na essência – adotados pelos brasileiros, ou boa parte deles.

Um país que apresenta todos os cacoetes de uma ideologia ressentida, deletéria, que substitui valores e princípios indispensáveis à uma sociedade minimamente civilizada, por relativismo moral e ético – onde tudo é permitido. Lugar onde a culpa e os escrúpulos foram abolidos em nome de qualquer tratado ordinário que beneficia o erro sem punição ou consequência.

27 de dez de 2017

NOTICIAS DE “O DIA”

Ato vai homenagear policiais militares mortos no estado do Rio em 2017
Rio - Uma homenagem será feita em memória dos 132 policiais militares assassinados no estado do Rio este ano. O ato será promovido pela ONG Rio de Paz na Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul, às 11h desta quarta-feira. 
A manifestação em forma de homenagem vai acontecer na Curva do Calombo, onde estão fixadas as placas com os nomes dos policiais mortos até o último dia 23, data em que morreu o 132º PM no estado. As placas serão removidas e colocadas outras cinco com todos os nomes das vítimas. A população também será estimulada a levar flores para o local. 
Além disso, serão colocados 13 uniformes da Polícia Militar com rosas vermelhas nos bolsos placas com os números das mortes violentas no Rio de Janeiro no ano de 2017, de acordo com os dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio de Janeiro.
“A partir de janeiro de 2018, começaremos, Deus queira que não precisemos, fixar as placas em memória dos PMs mortos em 2018”, disse Antônio Carlos Costa, presidente e fundador da Rio de Paz.

A ONG pretende remover a instalação no dia em que a estatística de homicídio no estado cair para 10 mortes por 100 mil pessoas por ano. Hoje, o número é de 30 para cada 100 mil. “A verdadeira defesa dos direitos humanos jamais é seletiva. As condições de trabalho dos nossos policiais representam violação de direito. Temos o dever, portanto, de defender aqueles que nos defendem”, complementou Costa.

24 de dez de 2017

FELIZ NATAL

Apesar de todas as ingentes dificuldades, desejo a todos e em especial aos que por ventura lêem este Blog, um Feliz Natal.
Que a mesa seja farta, mais se isto não for possível que no lar transborde amor, compreensão e paz.



ESTEVES – Cel RR

RIO DE JANEIRO

APESAR DE TUDO.

O Rio de Janeiro continua lindo.







Imagens retiradas do G1 em 24 de dezembro de 2017.


“PERSONA NON GRATA”


RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS.

Li no G1:  “VENEZUELA EXPULSA EMBAIXADOR BRASILEIRO EM CARACAS; BRASIL DIZ QUE APLICARÁ MEDIDADS DE RECIPROCIDADE. ”
Fico satisfeito se realmente a reciprocidade ocorrer, não só por nacionalismo ou patriotismo, mas por dignidade, pois essa atitude de retirar o embaixador brasileiro de Caracas e convidar o da Venezuela a deixar o solo Brasileiro, já deveria ter ocorrido há muito tempo, desde a época de Hugo Chaves, mas por motivos escusos, tal não ocorreu.
Só lamento que esse corte de relações diplomáticas ocorra não por iniciativa do nosso governo, tampouco por indignação aos diversos atos praticados contra a nação brasileira, mas porque se não o fizerem ficarão em situação vexaminosa junto a comunidade internacional, ou  no popular, vão ficar mal na foto.
ESTEVES – Cel RR

23 de nov de 2017

CONFLITO DE SENTIMENTOS

Entrego-me a devaneios sobre os sentimentos que povoam meu ser, diante do noticiário da prisão de três ex-governadores e de outros políticos do Rio de Janeiro sob acusação de corrupção, extorsão, formação de quadrilha e outros crimes.
Alguns sentimentos são antagônicos: tristeza, pela funesta situação ética e moral em que se encontra nosso estado; alegria, pela esperança que brota da possibilidade de uma saída que reverta este dantesco quadro; angústia, por temer que sejam ações isoladas e pontuais sem que haja uma mudança real e profunda na forma da sociedade fluminense perceber o caos; vergonha, por ter as vísceras da cúpula de nossos representantes, expostas ao mundo de maneira indelével; orgulho, de ter a certeza que somos capazes de “cortar a própria carne” na busca de uma sociedade mais justa, não hipocritamente equânime, mas, efetivamente real e com menor disparidade.


ESTEVES – Cel RR

NOTÍCIA "O DIA ON LINE"

TRF2 PODE CASSAR PRISÃO DOMICILIAR DE ADRIANA ANCELMO NESTA QUINTA-FEIRA
Ministério Público considera que benefício concedido à ex-primeira-dama condenada a mais de 18 anos é 'enorme quebra de isonomia'
Rio - O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) julga nesta quinta-feira recurso da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo que concedeu a ela prisão domiciliar. Adriana Ancelmo foi condenada a mais de 18 anos de prisão por associação criminosa e lavagem de dinheiro. O Ministério Público Federal (MPF) sustentou à Justiça que a concessão do regime domiciliar para a prisão preventiva (ligada à investigação, e não à pena) representa “enorme quebra de isonomia” num universo de milhares de mães presas e sem igual benefício. O Ministério Público Federal (MPF) sustentou à Justiça que deve ser cassada a prisão domiciliar.
O Núcleo Criminal de Combate à Corrupção (NCCC) do MPF na 2a Região (RJ/ES) considerou a prisão domiciliar inadequada e desproporcional. Para o MPF, o interesse dos filhos menores da ré deve ser tão considerado quanto a situação social da família, que dispõe de profissionais como babás, professores particulares e orientadores pedagógicos. Os filhos, sendo o mais novo de 11 anos, contam com a convivência com avós e acesso aos psiquiatras autores de laudos trazidos pela defesa. “A prisão não configura perigo maior a eles que o representado à formação de todos os menores cujas mães estão efetivamente reclusas”, afirmam os procuradores.
De acordo com o MPF, a prisão preventiva é necessária, entre outros motivos, porque a liberdade da ré compromete a garantia da ordem pública e da instrução criminal, uma vez que torna altamente provável a continuidade da ocultação de patrimônio obtido ilicitamente por ela e pessoas próximas.

O MPF lembrou aos desembargadores que o Código de Processo Penal (art. 318) firma ser possível a substituição da prisão preventiva pela domiciliar para mães de menores de 12 anos, mas não em todos os casos. O entendimento nesse processo já foi corroborado pelo desembargador federal Abel Gomes, relator das ações da Lava Jato no TRF2, que citou o fato de que a ré fez diversas viagens sem os filhos e a gravidade de sua conduta, como apontaram as investigações.

FAMÍLIA UNIDA

FARINHA DO MESMO SACO

Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho foram presos pela terceira vez sob a acusação de crimes de corrupção, concussão (recebimento de dinheiro indevido ou obtenção de vantagens), participação em organização criminosa e falsidade na prestação das contas eleitorais. Garotinho tentou ficar preso no quartel dos Bombeiros do Humaitá sob a alegação de que se transferido para o “SPA” de Benfica sua vida correria perigo devido aos seus desafetos políticos lá estarem encarcerados.
Estranhamente nas outras duas vezes também alegou perigo contra a sua vida para não ir para um presídio, ficou num hospital e em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica.
Mais curioso ainda é que sua esposa, também ex-governadora do Rio, não tenta nenhum artifício para fugir do presídio. Apenas alega, como todos, inocência e afirma que vai provar e sair logo, sem xororô.
Agora todos três ex-governadores estão no SPA, juntos com outros ladrões envolvidos na Lava-a-Jato e otros crimes contra a população fluminense.

ESTEVES – Cel RR

21 de nov de 2017

DEPUTADOS PRESOS NOVAMENTE.

BRIGA DE CACHORRO GRANDE.

A PGR, o Judiciário e a ALERJ (Legslativo) lutam pelo poder e, principalmente, por sua ostentação.
Nessa briga, a sociedade fica de fora olhando e torcendo para que as consequências sejam as menos dolorosas possíveis para a população.
Que haverá consequências para o povo, não há dúvida, pode ser a curto ou longo prazo, mas a sociedade terá, mesmo sem responsabilidade direta, ônus com o resultado desse embate de titãs.
Vamos aguardar.

ESTEVES – Cel RR

NOTÍCIAS DO "G1"

LUIZ FUX: DECISÃO DA ALERJ DE SOLTAR DEPUTADOS É 'PROMÍSCUA', 'VULGAR' E 'CERTAMENTE SERÁ REVISTA’ PELO STF

 Em entrevista exclusiva à BBC Brasil, ministro também defendeu a candidatura de Joaquim Barbosa à presidência. Perguntado sobre Lula, reiterou que candidato com condenação em segundo grau não deve concorrer em 2018.



"Lamentável", "vulgar" e "promíscua". É assim que o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux classifica a decisão da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro de soltar os deputados estaduais do PMDB Jorge Picciani (presidente da Alerj) ,Paulo Melo e Edson Albertassi.
Suspeitos de formar uma organização criminosa para desviar recursos públicos, eles foram presos por determinação do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, mas a prisão foi revogada na sexta por decisão da maioria dos deputados estaduais do RJ.
Em entrevista exclusiva à BBC Brasil, Fux destaca que a Alerj não poderia ter decidido sobre as prisões sem ter consultado o Judiciário. Ele afirmou categoricamente que a soltura de deputados estaduais por assembleias "certamente" será revista pelo Supremo.
Além do Rio de Janeiro, assembleias do Rio Grande do Norte e do Mato Grosso usaram a decisão do STF de dar ao Senado a palavra final sobre a suspensão do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG) para embasar a soltura de deputados estaduais.
Fux está na Inglaterra para um simpósio sobre arbitragem, na Universidade de Oxford. Antes do evento, visitou a sede da BBC, em Londres, para conceder a entrevista.
Ele será presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018 e terá como tarefa conduzir a eleição presidencial num momento de crise política e polarização. Na conversa com a BBC Brasil, o ministro elogiou enfaticamente a possibilidade de o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa se candidatar a presidente no ano que vem.
"É uma figura que a sociedade admira muitíssimo e eu entendo que ele seja um grande nome nesse momento que o Brasil precisa de uma repercussão internacional de que seu dirigente é um exemplo de moralidade e de probidade. E ele saberá montar uma equipe à altura do seu próprio conhecimento, na medida em que ele foi um excelente presidente do Supremo Tribunal Federal."
Fux também defendeu flexibilizar o foro privilegiado - o julgamento do caso será retomado ainda essa semana pela Corte - e reiterou, em referência ao ex-presidente Lula, que qualquer candidato com condenação em segundo grau deve ser impedido de concorrer a cargo eletivo, com base na Lei da Ficha Limpa. "O Brasil não aceita mais candidato ficha suja", afirmou.


Lula já tem condenação em primeiro grau e há dúvidas sobre se ele poderia se candidatar à Presidência amparado em eventual decisão liminar (provisória), caso seja condenado, também, em segunda instância.

19 de nov de 2017

NOTÍCIAS DO "O DIA" ON LINE

Dois policiais são baleados em menos de 24 horas no Rio
Dois criminosos foram presos. PMs estão internados com estado de saúde estável
O DIA 19/11/2017
Rio - Dois policiais foram baleados em menos de 24 horas neste final de semana no Rio. Na noite de sábado, um policial foi ferido na cabeça durante um confronto com bandidos em Niterói, na Região Metropolitana. Na Baixada, outro militar foi atingido no ombro durante uma tentativa de assalto, na manhã deste domingo.
Policiais do 12º BPM (Niterói) foram informados de uma troca de tiros entre um PM de folga e um criminoso, na noite deste sábado, durante uma tentativa de assalto, em Pendotiba, Niterói. O policial foi encontrado ferido na cabeça e foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Alberto Torres. Ele passou por uma cirurgia e seu estado de saúde é grave, mas estável. No confronto, o criminoso também ficou ferido e está sob custódia no mesmo hospital. Com ele, foram encontradas uma pistola calibre 380 e uma motocicleta.
Já na manhã deste domingo, um policial militar foi baleado no ombro ao tentar reagir a um assalto dentro de um ônibus na Vila Rosali, em São João de Meriti, Região Metropolitana do Rio. Houve luta corporal e o criminoso conseguiu fugir, deixando sua arma cair no local. A patrulha do 21º BPM (São João de Meriti) foi acionada e conseguiu prender o fugitivo, que foi reconhecido pela vítima. O PM foi socorrido e levado para o PAM de Meriti e está fora de perigo

ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS

ELEIÇÕES DE 2018
Tenho acompanhado com atenção, as supostas declarações de Lula.
Segundo as fontes ele teria dito sic: “ não vai ser difícil ganhar as eleições presidenciais”, “ Eles estão desesperados por isso vão tentar fazer de tudo para eu não concorrer, pois sabem que eu ganho”, e outras pérolas que agora não me recordo.
Parei para tentar lembrar das eleições a partir do voto direto, vejamos, o primeiro foi Fernando Collor de Melo que venceu o Lula, depois veio Fernando Henrique Cardoso que o venceu por duas vezes, até que ele conseguiu vencer o Serra, que era um candidato sem apoio dos caciques do próprio partido; a partir daí, com a máquina governamental na mão, venceu novamente Serra e fez sua sucessora.
Bem partindo desses fatos, sem a máquina na mão, em que se baseia esta convicção de Lula. Com certeza ele tem uma carta na manga e muita gente no bolso.


ESTEVES – Cel RR