15 de jan de 2012

“A FAMÍLIA”

Confesso que não sou estudioso no assunto, mas não sei por que, quando leio as noticias dos jornais do nosso estado na seção policial, estas sempre me reportam a trilogia “O Poderoso Chefão”. Talvez porque nos filmes “a família” seja tudo e eles se fecham fazendo qualquer coisa: matando, mentindo, enganando e envolvendo inocentes úteis, forjando provas, cooptando aliados ou o que mais for necessário, perseverando de modo a protegerem qualquer integrante da dita “família”.
Como eu disse no inicio, não sou estudioso, mas aos que forem um pouco observadores, aconselho que prestem atenção nos últimos acontecimentos e verão como uma certa “família” se une, se pronuncia em defesa de um de seus integrantes, movem montanhas para que este não caia em descrédito, o que, para “a família”, acarretará em um desrespeito a todos. Eles não erram, os outros se enganam, eles não pecam, os outros não prestam e assim vai.
Não basta acompanhar os periódicos, pois a verdade está oculta. É mister que olhemos e vejamos a realidade dos fatos.
ESTEVES - CEL RR