4 de out de 2011

REPETECO

A história se repete. Cai mais um Comandante Geral da PMERJ.
Muitas versões serão dadas para o fato. Algumas oficiosas e outras oficiais, mas sem qualquer medo de errar, afirmo que nenhuma retratará o real motivo na nova troca.
Em que se baseia esta assertiva? Em observações diárias dos fatos e das notícias veiculadas na mídia, estas com o fito de, como costumam dizer dois amigos, “construir” um factóide capaz de sustentar uma versão, tornando-a plausível.
Não posso elencá-las sob pena de não ter como apresentar provas, visto que as mesmas permanecem em poder daqueles que desconstruíram a verdade e a reconstruíram de modo a atender a seus interesses.
Se me fosse pedido para, em poucas palavras, relatar o motivo da substituição, diria que uma palavra de duas sílabas sintetiza tudo: PODER.
Perda, manutenção, ganho através de conquista ou de usurpação. É disso que estamos tratando.
Em postagens anteriores já mencionei a existência de conspirações caminhando neste sentido. É preciso que os homens de bem despertem para este inconteste fato. Parem, observem, pensem, conjecturem e concluam. Talvez não seja tarde.
Apesar de mais uma derrota, há uma tênue esperança. O coração combalido e enfraquecido pela vaidade dos homens ainda pulsa. A guerra ainda não acabou.


ESTEVES Cel RR

3 comentários:

Anônimo disse...

Vida que segue guerreiro.
A instituição continuará, apesar dos sucessivas catástrofes que a assolam. A PMERJ e os PPMM continuarão a cumprir sua nobre missão constitucional. Ainda que, por aqui, seja um grande laboratório de como degradar a instituição e preparar um cenário para sua extinção.
O posicionamento de líderes em prol da instituição e dos Policiais Militares é indispensável.

Wanderby disse...

Sr Cel
Mais do que um prazer, foi para mim uma honra poder trabalhar com o Sr.
A vida parece mesmo uma coisa meio complicada e, por vezes, imprevisível.
Espero sinceramente que algum dia possamos reconstruir a equipe montada e empunhar os objetivos traçados.
Minha continência e minha gratidão.
Wanderby

Paulo Ricardo Paúl disse...

Irmão Esteves:
Parabéns!
Tenho tentado falar com você por telefone e não consigo. Gostaria de abraçá-lo pessoalmente, pois você é um amigo que vive no meu coração. Parabéns pelo aniversário. Saúde, paz, amizade e prosperidade.
Um beijo no seu coração.
Juntos Somos Fortes!