28 de jan de 2008

HÁ CREDIBILIDADE?

LEGITIMIDADE

Às vezes temos dificuldade em entender porque algumas coisas não dão certo se em essência são perfeitas.
Questionamos, é o conteúdo? É a forma?
A resposta parece estar diante de nós. Acredito ser a credibilidade das pessoas que hasteiam a bandeira, corrigindo, não a credibilidade, mas a legitimidade.
O ser humano, apesar de passar boa parte de sua existência sendo manipulado, tem certa oposição a essa condição e ao perceber, mesmo que não seja um fato verídico, que isto ocorre, reluta e oferece resistência, acreditando que apesar de crível o que lhes é dito, escondem uma outra intenção dos interlocutores, pelo que denegam a legitimidade àqueles que conduzem o processo.
O problema tem solução, mas esta não é simples tampouco imediata, carece de empenho em mudar o quadro e atuar no convencimento das reais intenções, provando que não só o que é dito é real, mas também são verdadeiros e comuns os ideais objetivados. Não se esqueçam de atentar para o detalhe que isto acontece em todos os níveis, no proletariado e nos patrões, todos relutam em se permitir massa de manobra.
Há crise, talvez de credibilidade, mas com toda certeza de sinceridade nos propósitos a serem alcançados como únicos.

CORONEL ESTEVES - BARBONO

Nenhum comentário: