1 de jan de 2008

SÃO TOMÉ

A CRENÇA E O CETICISMO

Bem, acabo de assistir uma propaganda da Caixa Econômica Federal, por sinal muito bem bolada, onde afirmam ser o povo brasileiro, o nosso povo, dado a acreditar em tudo.
Passam flash dando conta dessa assertiva, quando então percebo que é bem possível ser uma verdade.
“Acreditando” nisso, passo a entender nossos políticos, esses que antes das eleições prometem fazer de tudo, mesmo tendo que se submeterem a alguns sacrifícios em prol de seus “súditos”. Prometem e não cumprem.
Em campanha e mesmo logo após assumirem seus cargos eletivos, derramam sobre nós sua falas mansas e descompromissadas com o cumprimento, mas eloqüentes, dizem que suas prioridades, vejam só, são a Saúde, Educação e Segurança, ou ainda quando os escândalos começam a eclodir, afirmam nada saber, pasmem, o pior é que acreditamos, pior ainda, está arriscado a serem reeleitos, como já foram.
Diante desses fatos sou obrigado a me render ante a genialidade do publicitário que enxergou esta nossa característica e transformou em propaganda.
Gostaria que meu povo fosse mais céptico, mas tendencioso a São Tomé: “Ver para crer”.
Talvez então tivéssemos outros tipos de políticos, mas com certeza outra espécie de governantes.

CORONEL ESTEVES - BARBONO

2 comentários:

celprpaul disse...

Irmaõ Esteves:
Por favor, mais uma vez, torne o seu blog público.
Todos precisam ter acesso aos seus textos brilhantes, sustentados pela verdade.
Paulo Ricardo Paúl

Coronel Paulo Ricardo Paúl disse...

Irmão Esteves:
Posso transcrever esse artigo e citar o autor?
Fraternalmente!
Paúl