30 de dez de 2007

O Que Deixar?

O LEGADO

Paro e penso que, erradamente, nunca me preocupei com o legado que deixarei aos mais modernos quando me aposentar.
Hoje minha preocupação é a de ser coerente com os quase trinta e três anos de carreira, ou seja, é fazer algo para recuperar nossa dignidade e melhorar as condições de trabalho de nosso contingente, melhorando a Policia Militar como um todo.
Sem falsa modéstia, acho que posso contribuir, não sozinho, mas posso fazer a minha parte e dessa forma colaborar para esse resgate.
Ora então fica patente que algo deixarei para as futuras gerações. Mas o que digo é que não havia da minha parte a preocupação em algo deixar, a herança acontecerá naturalmente, sem planejamento ou inquietação a respeito.
Pensando assim vem à mente um grande homem do mundo, Mahatma Gandhi, que disse: “o futuro dependerá do que fazemos no presente”.
Tal pensamento me conduz a convicção de que estou no caminho certo, talvez usando ferramentas inadequadas, não sei, quem sabe?
O futuro me fornecerá a resposta.
Não devo atender aos apelos emocionais, pode ser um engodo, devo sim estudar, com a cautela devida, a forma de vencer meus obstáculos, sem que com isso haja comodismo ou covardia.
Outra vez minha mente é povoada por pensamento de novo estadista, desta vez um famoso estrategista vietnamita, Vo Nguyen, que a frente de seu povo, quando lhe argüiram sobre as reais possibilidades do exército do povo contra os poderosos exércitos de França e EUA disse: “O rio atinge seus objetivos porque sabe contornar os obstáculos”.
É dessa forma que devo agir, aprendendo com a natureza a como fazer para atingir meus objetivos.
E o farei, atendendo a máxima castrense que diz: “Os covardes nunca tentaram, os fracos ficaram no caminho, só os fortes conseguiram”. Eu até hoje sempre consegui.
Portanto continuarei, com a ajuda de todos, pois JUNTOS SOMOS FORTES

CORONEL ESTEVES – BARBONO

2 comentários:

Leonardo Spritzer (cabo Leo) disse...

Meu caro amigo,

Estive fora do país esses ultimos 10 dias e por isso
nao pude ve-lo, porem tenho acompanhado os
acontecimentos e continuo convicto que o Sr. é o unico
capaz de dar um jeito nessa coisa toda.

Apesar dos desencontros e da correria gostaria que
soubesse que és uma pessoa que e eu tenho grande
admiraçao, amizade e carinho.

Quero te desejar um FELIZ ANO NOVO! Cheio de PAZ,
SAUDE, SUCE$$O e VITÓRIAS.

Que em 2008 nossa amizade cresça mais e se fortaleça,
assim como seus desejos e objetivos.

Um grande abraço,

LEO

celprpaul disse...

Irmão Esteves:
A história será contada de outra forma depois das nossas mobilizações.
E melhor, a história será uma nova história, uma história gloriosa para a nossa amada Polícia Militar.
Paulo Ricardo Paúl