6 de jan de 2017

POLICIAL OU SER HUMANO?

A noticia abaixo foi divulgada pelo G1, que fez o competente estudo e levantamento:

SISTEMA CARCERÁRIO HÁ 20 HORAS


Aí vai meu questionamento: Foi feito um levantamento pelo G1 de quantos Policiais (Civis e Militares), no ano de 2016, morreram de forma violenta em todo o BRASIL? Ou será que a morte de um Policial não é relevante? É só um número? Ah! Vai ver que é isso, Policial não é gente, é policial, é descartável e substituível, já o preso, apenado ou custodiado, esse é uma vítima da sociedade, um “pobrezinho” que merece toda atenção e defesa por parte dos intelectuais e defensores dos direitos humanos.
Demagogia, hipocrisia ou oportunismo? Não vislumbro a resposta, só sei que quando surge um problema de ordem social, violento ou não, com algum desses “protetores da dignidade humana”, clamam por Deus (proteção espiritual) e pela Polícia, que via de regra, chega sem nem mesmo saber de quem se trata e cumpre o seu papel, corretamente ou não, de acordo com sua compreensão e conhecimento adquirido nos bancos escolares e na própria sociedade, através dos exemplos por ele, Policial, coligido no dia a dia.

ESTEVES – CEL RR

Nenhum comentário: