11 de dez de 2016

ILUSÃO DE ÓTICA
Sérgio Cabral é realmente muito ardiloso. Devido a repercussão do tratamento diferenciado a ele dispensado em Bangu, resolveu exportar a imagem de pobre coitado e submisso.
Ao prestarmos atenção no seu deslocamento ao deixar o IML de Curitiba, escoltado, o vemos cabisbaixo e de mãos para trás, o que nos induz a acreditar estar ele algemado. Ledo engano.
Ao entrar na viatura, joga os braços a frente e segura na porta e no encosto do banco dianteiro, para dar apoio e impulso, ficando claro que não havia algema.
Não estou aqui defendendo a adequação ou não do uso de algemas, mas busco alertar para a real intenção desse dissimulado e ilusionista, em nos levar a acreditar que está sendo tratado como um preso comum, que roubou um pedaço de carne no açougue.

As aparências enganam.
ESTEVES - CEL RR

Nenhum comentário: