24 de nov de 2007

O DONO DA VERDADE

A VERDADE, QUEM É O DONO?

Há aqueles que se acreditam senhores da verdade, amos, únicos donos, como se em nossa existência ocorresse uma única verdade e que esta a nós pertencesse.
Julgam-se sabedores de tudo, capazes de julgar atos, posturas e decisões, pois são inteligentes e superiores ou, então, querem de forma dissimulada obter algo que não podem externar sob o risco de não conseguirem.
Diante de tal possibilidade em verdade vos indago é honesto isto? Digno?
Estamos diante de seres que nos vêem como felizes gados a caminho do curral para que nos marquem ou para o abate, como diz a canção: “...vida de gado, povo marcado. Povo feliz.”.
Acham se perfeitos, sem equívocos ou erros, não eles, sempre os outros.
Instigam-nos na busca de um contra-ponto que gere polêmica, os promovam e lhe projetem o nome.
Ou ainda, buscam resgatar o passado de seus ancestrais enlameados pela omissão e por um passado vazio e sem as glórias cantadas em verso e prosa em torno da mesa do jantar.
Meu Deus isso pega, quem sou eu para julgar? Dono da verdade?
Claro que não. Não deve ser nada disso, de repente por estarem certos em muitas oportunidades, esqueceram–se que são simplesmente humanos.
E como nós, erram
.
CEL ESTEVES - BARBONO

Nenhum comentário: